sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Valquíria



Este passado fim-de-semana fui ver este filme, que estava a deixar-me dividida. Por um lado, queria muito ver um filme sobre a Operação Valquíria, destinada a matar Hitler e derrubar o regime nazi. Por outro lado, a presença do Sr. Cruise estava a deixar-me de pé atrás.

O filme é bom e o pior do filme é mesmo o Sr. Cruise, mas este último não destrói a coisa, como tenho lido para aí. O filme não só se recomenda por ser historicamente interessante, mas também por estar pejado de bons actores ingleses (e alguns alemães, como o meu querido Thomas Kretschmann).

Fica a pena por não ver a personagem principal representada, já que estamos numa de ingleses, ou pelo Sr. Gary Oldman (se bem que mais adepto de fazer de mau da fita) ou pelo Sr. Ralph Fiennes (que também fica bem de uniforme nazi, como vimos na Lista de Schindler). Mas não se pode ter tudo.

Na categoria filmes sobre episódios da segunda guerra mundial, não chega aos calcanhares do alemão “A Queda”, que foi das maiores injustiças da Academia não ter ganho o Óscar de melhor filme estrangeiro do seu ano.


PS: O poster não é o que se tem visto em Portugal, mas é o que pulula pela Net. Talvez seja mais apelativo esteticamente.

5 comentários:

Noiva Judia disse...

Tenho de ir ver. Ainda estou para saber porque é que os bestuntos do Medeia anunciaram o filme e depois não o estrearam nas suas salas...

Gi disse...

O Sr. Cruise faz-me perder qualquer vontade de ir ver um filme em que entre.

Precious disse...

Noiva, recomendo aos aficcionados deste período histórico. E de facto, neste ponto, a Madeia pisou na bola. Então exibem cartazes do filme depois, o dito não estreia nas salas deles?

Gi, apesar do Sr. Cruise, ainda assim o filme vale a pena. É uma questão de grau de antipatia.

Júlio disse...

Eu também não iria ver por causa do Cruise, mas assim fico com dúvidas... e talvez vá.
'A Queda' sim esse grande filme.
**

Precious disse...

Esta é sempre uma altura complicada para os cinéfilos, tanto filme porreiro e tão pouco tempo para ver todos os que queríamos.