sexta-feira, maio 01, 2009

Apresento o Bairro Judeu



Ora, um bairro emblemático como este é raro na Europa, pois os nazis encarregaram-se de destruir muito património judaico, sobretudo sinagogas na infame Kristallnacht.
Como o nome indica, está a transbordar de sinagogas, como esta que a foto mostra. Infelizmente, não se permite fotografar o interior das mesmas e teria interesse mostrar a retratada, designada sinagoga espanhola, que tem fama de ser a mais bonita da Europa.




Também raros por essa Europa são cemitérios judeus antigos, sobretudo, no estado de conservação e do século XV, como é o caso deste de Praga.
O ter sido preservado, permite depenar os turistas como se não houvesse amanhã. Daí cobrar couro e cabelo para entrar e para tirar fotografias (que para mim, é o cúmulo da chulice).
Este tema ainda dará, pelo menos, mais um post, quiçá dois, nem que seja para fazer render o bilhete para tirar fotos.





Este senhor é o cidadão judeu de Praga mais famoso e está celebrado de diversas maneiras por toda a cidade. Esta é a estátua que está ao lado da Sinagoga Espanhola e é, talvez a homenagem mais original.
Para quem não sabe, Kafka escrevia em alemão e tem vários livros famosos, entre os quais, “O Processo”, que esta vossa escriba esteve quase para comprar in situ e que é uma vergonha ainda não ter lido. No meu currículo, só tenho ainda os Contos do senhor.

5 comentários:

velvetsatine disse...

Acho extraordinário cobrar-se para se tirar fotos num cemitério, mas hoje em dia o que interessa na verdade é facturar.

Quando for a Praga, o que espero seja nos anos mais próximos, recusar-me-ei a pagar para fotografar campas! Mas dou-te os parabéns pelas tuas!

Thunderlady disse...

Também espero que escreveas mais sobre isto :)

Dele também ainda só li os contos. Mas mais seguirão :)

bom fim-de-semana

Precious disse...

Velvetsatine, é uma moda que está a pegar cada vez mais, a nossa capela dos ossos também já usa a mesma prática. Como era algo que queria muito imortalizar e estávamos a falar de menos de 2 euros, lá paguei e ~só bufei interiormente.

Thunderlady, já tenho umas citaões preparadas e mais fotos. Serão publicadas em breve.

Noiva Judia disse...

Muito fixe. de facto é pena não se poder fotografar a sinagoga espanhola, que é de facto lindíssima. quando lá fui, ainda se fotografava o cemitério de borla.
arrisco-me a dizer que fizeste bem em não comprar o Processo em Praga, depois da debacle que ambas já comprovámos com a fraca tradução do livros dos contos e mitos judaicos...

Precious disse...

Noiva, a minha priminha de Paris trabalha em património numa câmara e diz que as fotos não prejudicam o património, nem com flash. É o que dizem em todas as formações que faz.
Isto é pura chulice, para obrigar o pessoal a pagar pelas fotos ou postais com as coisas retratadas.