quinta-feira, agosto 20, 2009

O que é pitoresco?


“Ao reflectir numa definição de pitoresco no capítulo “Memória” da sua obra As Sete Lâmpadas da Arquitectura, o historiador de arte e escritor britânico John Ruskin declara que este tipo de beleza arquitectónica se distingue das formas racionais da estética clássica, entre outras coisas pelo seu aspecto fortuito.
(….)
Ruskin emite a ideia de que o belo pitoresco, uma vez que se deve ao acaso, não pode ser preservado. De resto, o que confere beleza a uma paisagem não é a conservação de uma arquitectura própria, mas a sua não restauração e o seu estado de degradação.”

“Istambul Memórias de uma Cidade” de Orhan Pamuk


E acrescento eu, é o que um homem ou uma mulher quiserem.

5 comentários:

velvetsatine disse...

Eu confesso que vou gostar mais de ver a Stephansdom em Viena, num futuro que espero seja muito próximo, depois das obras de restauro e limpeza exteriores! LOL

Mas é como acrescentas: "é o que um homem ou uma mulher quiserem". :D

Noiva Judia disse...

Concordo que é o que um homem ou uma mulher quiserem e presumo que tenhas posto aí a mesquita de Ortakoy por causa da citação ser do Sr. Pamuk, mas já que falamos de pitoresco, ou quaint, o nosso quarto do hotel em Tallinn enquadrava-se melhor nessa categoria, hehe.

Precious disse...

Bem, segundo o autor citado, o pitoresco seria a Stephansdom antes dos tapumes, em toda a sua glória degradada.
Um bom exemplo seria: preferimos o coliseu de Roma totalmente escaqueirado ou reconstruímos? Deve haver alguma manutenção e sobretudo limpeza, mas acho que reconstruir não.

Acho que a mesquita tinha uma tapeçaria à entrada da sala de orações que pode ser considerada pitoresca. Mas usei a foto por Ortakoy ser um local muito mencionado nesta obra em especial.
Acho que o nosso quarto de Tallin não era pitoresco, mas kitsch ou quaint, que é uma categoria totalmente à parte.

velvetsatine disse...

O coliseu já está escaqueirado mesmo, por isso deixemo-lo assim. Já a Stephansdom está longe de se encontrar escaqueirada, mas que está necessitada de boa limpeza, ai isso está.

Mas percebo o ponto de vista e estou de acordo. ;-)

Precious disse...

Exacto, a Stephansdom precisa de uma boa limpeza por causa dos gordos pombos vienenses que lá vão fazendo miséria ;)
Mas o coliseu também precisava de uma limpezita, está ao lado de uma via rápida e a pedra tem sofrido um bocado com os tubos de escape.
Vou fazer aqui uma análise comparativa entre o de Roma e o El-Jem, para verem que o segundo está pitoresco e limpo, e o primeiro demasiado pitoresco e porco.