quinta-feira, dezembro 03, 2009

Capas de Discos Parte VIII





Pelas minhas contas, há apenas três coisas a fazer perante esta capa):

1- Dar os pêsames à senhora.


2- Adoptar a vertente portuense: "A tartaruga morreu, p**a que a pariu" ;)


3- Rir desalmadamente.


Escolham a vossa opção preferida.




PS: Esqueci-me da foto em casa e tive de fazer uma pesquisa no Google. Não fazem ideia da quantidade de perguntas "A minha tartaruga morreu?" que existem pelos fóruns dessa Internet.

4 comentários:

Noiva Judia disse...

Todas essas opções são válidas, depois de mandarmos um berro de susto ao vermos a fronha da mulher... Credo!

Quanto à pesquisa da tartaruga morta, há muita gente estranha por essa net fora.

Precious disse...

A senhora não tem culpa de não ter uma beleza clássica, mas a expressão na cara dela estraga tudo ;)
Sim, há muita gente que não sabe se a sua tartaruga está morta. Pista: quando começa a cheirar mal, é capaz de não estar de boa saúde...

Papoila disse...

Eu nem consigo comentar. O horror dessa fotografia, seja da fulana, macaco, texto ou cenário, é tal, que nem saberia por onde começar.
Nem entendo se ela está chocada, feliz, supreendida... Será que esperava uma tartaruga que vivesse 300 anos?

Precious disse...

Há tartarugas que vivem esse tempo todo, acho que ainda está viva uma que foi trazida pela Darwin para Inglaterra.
Mas o facto mais intrigante é mesmo a senhora estar de boca aberta. Estará a preparar-se para comer o macaco, depois da sopa de tartaruga?