quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Amesterdão - a neve fica-lhe bem


Vi o regresso a Amesterdão com alguma apreensão. Estive lá a primeira vez em 2004 e não gostei. Achei a cidade escura e monótona, o que pode ser explicado pelo facto de ter estado em Budapeste (uma cidade linda e das minhas preferidas) apenas seis meses antes.
Também achei a cidade amoral, parecendo que nos enfiava o sexo e a droga pela garganta abaixo. As montras fizeram-me espécie, apesar de ir a contar com elas.
Foi, basicamente, um caso de falsas expectativas que se frustraram.


Regressei porque achei que a viagem tinha potencialidades. Tenho outra idade, outros interesses e, desta feita, tinha as expectativas correctas.
As montras são menos, porque o próprio município percebeu que atraía o tipo errado de turistas. Aliás, as montras continuam lá, mas agora também têm arte e design e menos raparigas.
A cidade continua a ser um pouco suja e a ser muito frequentada pelos tais turistas que vão somente à procura de duas coisas.


Mas devo confessar que a minha opinião melhorou. A neve pode ter tido alguma coisa a ver com isso, pois contribui para dar luminosidade à cidade. Ficam aqui três exemplos.
Amesterdão continua a não fazer parte das preferidas, mas dou-lhe nota positiva pela arte, cultura e pela simpatia dos nativos.

6 comentários:

Elsa disse...

Eu tive opinião contrária, ou seja, gostei muito quando fui a 1ª vez a Amesterdão e fui deixando de gostar com a 2ª e 3ªf vez que lá voltei...
Adorei os canais, os predios tipicos... Não gostei das ruas escuras e sombrias á noite e da sensação que já não havia muito mais para ver... (pode n ser correcto, m foi esse o sentimento...)

Precious disse...

Eu acho que focaste um problema importante, Elsa. É que, de facto, a cidade não tem muito para ver, sobretudo em comparação com outras grandes da Europa.
Achei piada a teres vivido o processo inverso ao meu.

Noiva Judia disse...

Pois eu só lá estive uma vez e gostei bastante. não sei o que uma segunda visita me reservaria.

Precious disse...

Pode ser questão de pores a teoria à prova, Noiva. Deixaste, pelo menos, uma coisa muito importante por ver e que tenho a certeza que gostarias de experimentar (não, não são as drogas ;).

Gi disse...

Eu só lá estive uma vez, no Inverno, há 12 anos e para ir a um funeral; do pouco que me foi dado ver (cheguei de manhã e regressei a Lx à noite)gostei.

Precious disse...

A maioria das pessoas que conheço gostaram da cidade, mas há algumas honrosas excepções.