sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Seis coisas sobre mim



Desafio da Noiva Judia: escrever 6 coisas aleatórias sobre mim. As regras são as seguintes:

1. Linkar a pessoa que te indicou (como ainda não descobri como o fazer, abram um comentário da Noiva e vão visitar a xafarica dela);
2. Escrever as regras do desafio (já está);
3. Contar seis coisas aleatórias sobre si (é já a seguir);
4. Passar a 6 blogs (não me apetece);
5. Ir aos blogs avisar que foram indicados (idem).


Factos aleatórios, que são capazes de vos convencer da loucura da escriba:

1.-
Não sendo uma criatura dada às lidas domésticas, gosto de pendurar a roupa no estendal, mas só com molas da mesma cor para cada peça individual de roupa (ultimamente a minha mãe lixou-me e compra só molas branco transparente).

2.- Detesto dias de chuva porque estou sempre em pânico de poder escorregar e dar cabo dos meus joelhos (as minhas rótulas têm uma certa dificuldade em permanecer no sítio).

3.- Tenho uma oliveira em casa. É a que vêem supra. Vamos ter um problema se ela crescer muito porque moro num apartamento sem quintal...

4.- Detesto com paixão perder acções em tribunal, por muito que o meu cliente possa não ter razão, e quando tem razão, chego a sentir-me fisicamente doente (acho que tenho um caso grave de mau perder).

5.- Sou uma mulher muito dada a bater na madeira, para evitar o azar.

6.- Não posso aproximar-me de nada salgado e pequenino, sejam snacks como Cheetos, amendoins, pistachos, porque só paro quando já não há.


Não há nomeados, mas isto tem piada e revela factos engraçados sobre as pessoas, por isso, incentivo-vos a fazer este desafio, publicando nos respectivos blogues ou nos comentários.
Só agora dei conta que tenho o desafio dos pecados pendente, logo faço esse também.

7 comentários:

Noiva Judia disse...

Também não sou dada às lides domésticas, mas se eu não as fizer, elas não se fazem sozinhas... Partilho do teu ponto de vista acerca dos salgadinhos. Também não gosto de perder, nem que seja a feijões, embora a chuva não me incomode particularmente. Não sou dada a ter flora em casa (só becel, por causa do "castrol") e já fui mais de bater na madeira por causa do azar. Agora é conforme calha...

Precious disse...

A próxima vez que formos de viagem e chover, vou recordar-te do que disseste aqui ;)

Thunderlady disse...

Ele tinha tem raqzão na observação, mas no meu caso as molas, além que terem que ser da mesma cor têm ainda que dizer bem com a peça em questão. E serem do mesmo tipo de molde, ter a mesma forma. E se o Thunder estende de outra forma eu vou alterar, não resisto...
:)

Uma oliveira? Nunca tinha ouvido falar! Quando ela estiver adulta já tu moras numa herdade!

Beijinhos, bom fim de semana!

Júlio disse...

Essa das molas... é demais...
A da oliveira parece interessante. Se a 'estrangulares' com mimos e podas frequentes, ficas com um bonsai, por isso podes manter a dita.
Eu também não tenho flora em casa, e já agora, nem becel...
Bater na madeira, só quando a ira aperta.
**

Precious disse...

Não vou tão longe como tu, Thunderlady, mas acho que estamos na mesma categoria de loucura, tu só avançaste mais uns centímetros ;)
Era bom que arranjasse uma casinha para a oliveira, era sinal que tinha subido na vida.

Júlio, a ideia era fazer dela um pré-bonsai e eventualmente, um bonsai. mas a última que tentámos, quinou e fiquei com medo de fazer o mesmo a esta.
Desde que não batas na cara de alguém, bater na madeira, não é mau.

velvetsatine disse...

Gostei deste desafio. Quando tiver um tempinho com calma espero fazer um post do género lá na minha Dimensão. :)

Precious disse...

Eu também gostei do desafio, Velvetsatine, não sendo muito difícil e não consumindo muito tempo, tem resultados que revelam sempre um pouco mais sobre a pessoa.