quinta-feira, abril 09, 2009

Já não se fazem coelhos da Páscoa como antigamente...



Daqui a umas horitas, esta vossa escriba virá a chorar baba e ranho dentro de um avião da TAP, por ter de regressar a casa. Mas as férias não duram eternamente.

Não quis deixar de assinalar a efeméride deste fim-de-semana. Consta que o JC morreu numa sexta e ressuscitou no domingo. Já o que isso tem a ver com coelhos, pintaínhos, amêndoas e ovos de chocolate, não sabemos. Se bem que apreciamos fazer festinhas aos primeiros, esperamos que os segundos cresçam e depois grelhámo-los e comemos os terceiros e quartos.

Feliz Páscoa a todos. Abusem das guloseimas típicas da época e furem o jejum de amanhã, como eu tenciono fazer.
Mas sobretudo, não se esqueçam, o coelhinho da Páscoa odeia-vos e sabe onde vocês moram... ;)

8 comentários:

Noiva Judia disse...

Eu tenciono quebrar o jejum, como faço todas as manhãs. Vou comer o pão pita (explico mais tarde) empaturrar-me de amêndoas de chocolate e ovos kinder. E que ninguém tenha a infeliz ideia de me meter um borrego ou cabrito à frente, pois sentirão toda a ira do Velho Testamento cair sobre eles!

Precious disse...

Comi muitas amêndoas em Praga, porque a Mana é uma mulher previdente e quis trazer alguma coisa para marcar a efeméride.
De resto, a Páscoa passou mais ou menos despercebida, apesar dos ovos em bardana que marcam a efeméride em terras praguenses.

Gi disse...

Pois fiquei a saber que os coelhos e ovinhos são de origem celta e estão ligados à fecundidade, sendo os rituais a ela ligados celebrados na Primavera.
Vai daí a Igreja Cristã achou que era bastante positivo interiorizar estes ritos pagãos.
E pronto! Voilá.

Precious disse...

Pois, Gi, para religião que não quer nada com o paganismo, o cristianismo abarcou muita coisa que não lhe pertencia e até mudou a data de nascimento do JC. Está mal!

Hannah disse...

Quebrei todos os jejuns e tradições possíveis! Espero a visita de um coelho de olhos vermelhos e ar aterrador :)

Precious disse...

Cuidado, Hannah, que o tipo anda aí a fazer miséria. Também é certo que se estivesses em Nova Iorque, corrias mais riscos.

Precious disse...

The Crow disse via E-mail:

"Já li o teu post da Páscoa, e decidi dar-te uma ajudinha… Eu também não sabia o porquê do coelhinho e dos ovos, e só o soube muito recentemente.

A Páscoa é, obviamente, explicada na bíblia. O que não está na bíblia, mas alguns estudiosos explicam, é que, na mesma altura em que Deus ordenou a festa da Páscoa ao povo de Israel, havia uma festa pagã, em que os símbolos eram o coelho e os ovos, por representarem a fertilidade. Como esta festa, apesar de pagã, nunca ofendeu ou contrariou a Páscoa cristã, a tradição foi-se mantendo, e até “fundindo”, pelo que, nos dias de hoje, mesmo os cristãos, tenho JC como figura central, não negam os ovinhos e os coelhinhos.

Talvez me estejam a escapar alguns detalhes, mas em traços gerais, esta é a história mais defendida.
Bjs "

Precious disse...

Eu já tinha a leve suspeita que tinha algo a ver com o paganismo, já que o cristianismo se fartou de incorporar influências para as festas se fundirem. Obrigada pela explicação, The Crow.