segunda-feira, outubro 26, 2009

O amor está aqui para todos


“Komm mit mir komm auf mein Schloss
Da wartet Spass im Tiefgeschoss
Leise leise wollen wir sein
Den Augenblick von Zeit befreien
Ja das Paradies liegt unterm Haus
Die Tür fällt zu das Licht geht aus”*

“Wiener Blut” in “Liebe ist für alle da” de Rammstein



Ouvida finalmente a rodela de Rammstein, aqui ficam as primeiras impressões:
- Temos um regresso às origens, um álbum que, em algumas partes, lembra o primeiro, mais duro, noutras, tem apontamentos electrónicos a lembrar Depeche Mode.
- Não me parece estar à altura da obra-prima “Mutter”, mas é definitivamente melhor que o último “Rosenrot”.
- A pior canção do álbum é mesmo o infame Pussy, sendo que o resto é bastante agradável ao ouvido.
- Fiquei com um fraquinho pela faixa “Frühling in Paris” (Primavera em Paris) onde o Till canta uma frase em francês (língua que assassina menos que o inglês ou espanhol), mas o “fortinho” foi mesmo para “Wiener Blut” (Sangue Vienense, ou um trocadilho que me escapa), sobre o monstro Austríaco Fritzl. Parece-me a canção mais forte e com a letra mais apelativa, a lembrar um conto de fadas.
- O CD bónus tem cinco canções inéditas (uma é a versão orquestral de Roter Sand), qualquer delas com qualidade para estar presente no álbum e substituir aquela que não gosto nada. A faixa “Donaukinder” é a melhor daqui, com um toquezinho semi-medieval, que lembra um pouco os In Extremo.

Estou satisfeita de não ter saído um completo peru. Assim, talvez o Till não apanhe com um tomate na fuça durante o concerto de Novembro, cortesia desta vossa escriba ;)


*Tradução desta vossa escriba:
Vem comigo, vem ao meu castelo
Diversão espera-nos na cave
Silenciosos queremos ser
O olhar do tempo libertar
Sim, o paraíso fica debaixo da casa
A porta fecha-se, a luz apaga-se”
“Sangue Vienense” do álbum “O amor está aqui para todos” de Rammstein

4 comentários:

Noiva Judia disse...

Vá lá. A avaliar pela "trailer" esperava-se um desastre, mas ainda bem que não.

Precious disse...

Às vezes, o single não é indicativo do álbum de onde é retirado, para bem e para o mal. Neste caso, ainda bem que é assim.

velvetsatine disse...

Andei a namorar o CD mas acabei por não o comprar. De qualquer modo pelo preview que ouvi no site (graças ao envio do link da tua parte) achei o álbum bem promissor. A faixa Pussy é na verdade uma coisa inexplicável, mas de todo o modo não é surpreendente no mundo dos Rammstein - aquilo é a modos que um imaginário meio hardcore por vezes camuflado e aligeirado com momentos mais soft.

Aguardo ansiosamente pelo concerto e depois então logo me decido se compro o CD ou não!

Happy Halloween!

Precious disse...

Eu não suportaria esperar para comprar o CD, Velvetsatine, por isso, ele já cá canta.
Acho que não te vai desiludir, mas logo tirarás a prova no concerto.
Tens razão no que dizes, eles fazem vida de ser polémicos. Continuo a dizer que perdoaria a parvoíce do vídeo se a canção fosse boa.
Espero que o teu dia das bruxas tenha sido simpático, o meu foi.